Inicio Meio Ambiente WWF e Secretaria de Meio Ambiente assinam acordo em apoio às Unidades de Conservação

Meio Ambiente

WWF e Secretaria de Meio Ambiente assinam acordo em apoio às Unidades de Conservação

O objetivo do convênio é incrementar o desenvolvimento de visitação pública das UCs e promover a gestão das RPPNs

12 de agosto de 2013 • Atualizado às 13 : 08
WWF e Secretaria de Meio Ambiente assinam acordo em apoio às Unidades de Conservação

O objetivo da ação é incentivar a visitação às trilhas naturais e a gestão das reservas particulares | Foto: Gabor Basch/Flickr

1.44K
0

O WWF-Brasil assinou um convênio com a Secretaria do Meio de Ambiente de São Paulo, que não envolve repasse de recursos, no Jardim Botânico, área do Parque Estadual Fontes do Ipiranga, na capital paulista. Representantes da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Fundação Florestal do Estado de São Paulo e Instituto de Botânica estavam presentes.

Junto com o secretário Bruno Covas, Michael Becker, superintendente de conservação do WWF-Brasil assinou o acordo com a finalidade de realizar projetos de estímulo à criação e apoio à gestão das RPPNs (Reservas Particulares do Patrimônio Natural), e para o aprimoramento da gestão e desenvolvimento das Unidades de Conservação do estado de São Paulo.

Para Michael Becker, este é um passo importante para a conservação do meio ambiente. "Fico muito feliz em assinar este convênio e espero que esta cooperação aproxime a população e que desta forma possam conhecer e proteger o patrimônio natural."

No escopo estão o programa "Trilhas de São Paulo" da SMA e o projeto "Trilhas da Mata Atlântica" do WWF-Brasil que terão suas ações integradas. Os parques estaduais contemplados serão Ilha Anchieta, Campos do Jordão, Cantareira, Serra do Mar e Fontes do Ipiranga. O objetivo da ação conjunta é incentivar a visitação às trilhas naturais, aproveitando eventos internacionais no país, em especial a Copa do Mundo de 2014. Pretende-se oferecer produtos e atrativos que proporcionem novas experiências de visitação.

Além disso, as ações conjuntas contribuirão para o desenvolvimento das regiões onde as Unidades de Conservação se inserem. Dentre os produtos, destacam-se: melhorias na utilização e comunicação nas trilhas, elaboração de roteiros de visitação e sua ampla divulgação, além do incentivo ao o engajamento de parceiros e o estímulo do interesse de diversos públicos.

A secretária-executiva do WWF-Brasil, Maria Cecília Wey de Brito afirma que "esta iniciativa é um passo positivo para que o governo do estado de São Paulo volte a ter um dos mais avançados sistemas de Unidades de Conservação do País".

Em relação às RPPNS, o convênio visa motivar os proprietários das reservas por meio de projetos que auxiliem a sua gestão e que estimulem a criação de novas reservas. O secretário de Meio Ambiente do Estado de São Paulo já sinalizou que mais de R$ 60 milhões serão investidos no programa "Crédito Ambiental Paulista" em diversas ações, que incluem o Incentivo e Atendimento a Florestas Privadas, estimulando a criação de 40 RPPNs e a melhoria de gestão das já existentes.

(1440)

logo
Fechar
Abrir
logo