Inicio Cidadania Teto se inspira em foto famosa do Instagram para denunciar pobreza

Cidadania

Teto se inspira em foto famosa do Instagram para denunciar pobreza

A campanha é inspirada no fenômeno do #FollowMeTo.

21 de abril de 2017 • Atualizado às 09 : 00

Para arrecadar fundos à causa, nos dias 5, 6 e 7 de maio, mais de 10 mil voluntários (as) estarão nas ruas. | Foto: Reprodução/Instagram/@muradosmann e Paulo Barros/TETO/Divulgação |

Teto se inspira em foto famosa do Instagram para denunciar pobreza
1.55K
0

O Teto, ONG que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas, lançou a campanha: “Vamos transformar a nossa cidade”, em que moradores e moradoras das comunidades que a organização atua fazem o convite para que todos trabalhem juntos pela transformação das cidades em que vivemos hoje.

Criada pela agência Leo Burnett (Brasília), com fotos de Paulo Barros, a campanha é inspirada no fenômeno do #FollowMeTo, viral criado a partir da conta no Instagram em que uma mulher dá as mãos ao namorado apresentando diversos locais do mundo. A versão do Teto mostra moradores (as) puxando para dentro de seus bairros pessoas que estejam dispostas a trabalhar com elas.

“O Brasil vem passando por um momento crítico na consolidação de direitos sociais, ampliação dos programas de moradia e regularização das favelas. Estamos lançando essa campanha para denunciar a desigualdade que hoje existe em nosso país e convocar o maior número de pessoas para se juntarem a nós na construção de uma cidade integrada, onde as favelas sejam tratadas como prioridade nos programas de governos e na agenda pública”, afirma o diretor social do Teto, Bruno Dias.

Para arrecadar fundos à causa, nos dias 5, 6 e 7 de maio, mais de 10 mil voluntários (as) estarão nas ruas das cidades de São Paulo, ABC (SP), Santos (SP), Campinas (SP), Rio de Janeiro, Duque de Caxias (RJ), Niterói (RJ), Curitiba (PR) e Salvador (BA) para a “Coleta”. A iniciativa é uma ação massiva de mobilização, através da qual é denunciada a violação de direitos vivida diariamente por 11 milhões de pessoas nas favelas do Brasil.

Notícia do AdNews, site parceiro de conteúdo do CicloVivo.

(1551)

logo
Fechar
Abrir
logo