Inicio Desenvolvimento Tecnologia japonesa pode permitir produção de energia solar no espaço

Desenvolvimento

Tecnologia japonesa pode permitir produção de energia solar no espaço

A Mitsubishi anunciou o sucesso de experiências feitas em um sistema que transmite energia sem cabos.

18 de março de 2015 • Atualizado às 10 : 03

Tecnologia japonesa pode permitir produção de energia solar no espaço
2.40K
0

Um anúncio feito recentemente pela Mitsubishi pode tornar a produção de energia solar no espaço uma realidade. A companhia japonesa anunciou o sucesso em testes para transmitir energia sem a utilização de fios.

A tecnologia criada pela companhia foi capaz de enviar dez quilowatts de energia a um receptor localizado a 500 metros de distância. Pode parecer pouco, mas este é um grande avanço para que seja possível produzir energia e transmiti-la sem a utilização de redes físicas de transmissão.

Essa possibilidade permitiria o aproveitamento de todo o potencial solar disponível no espaço, já que não seriam necessários cabos para que a energia chegue às centrais de distribuição. Mesmo que a distância coberta pela Mitsubishi seja consideravelmente pequena, a tecnologia pode abrir espaço para um novo caminho.

Conforme informado pelo site científico Phys.org, a Agência de Exploração Aeroespacial do Japão já tinha conseguido transmitir 1,8 quilowatts de energia. Mas, o feito da Mitsubishi foi ainda melhor. Em comunicado oficial a empresa informou que a experiência demonstrou a possibilidade concreta da comercialização de transmissão de energia sem fio. Mesmo com este avanço, o sistema só estaria pronto para entrar no mercado, aproximadamente, em 2040. 

Gerar energia solar no espaço tem muitas vantagens em relação à Terra. Lá seria possível produzir energia o tempo todo, independente das condições climáticas ou horário. Os satélites já aproveitam este potencial, mas ainda não foi desenvolvido um sistema forte o suficiente para entregar essa energia às estações terrestres a aproximadamente 36 mil quilômetros de distância.

Redação CicloVivo 

(2398)

logo
Fechar
Abrir
logo