Inicio Desenvolvimento Respostas para as mudanças climáticas podem estar em antigas civilizações

Desenvolvimento

Respostas para as mudanças climáticas podem estar em antigas civilizações

Um sistema computacional desempenho das civilizações antigas e mostra como elas responderam às mudanças no clima.

5 de janeiro de 2017 • Atualizado às 16 : 01

Foto: iStock by Getty Images

Respostas para as mudanças climáticas podem estar em antigas civilizações
3.65K
0

Assim como para entender as diferentes culturas do mundo é preciso recorrer ao passado, um grupo de cientistas da Universidade Estadual de Washington, nos (WSU) EUA, acredita que nós podemos aprender a lidar ou combater as mudanças climáticas a partir de experiências de antigas civilizações.

Muitos dos problemas enfrentados atualmente e boa parte das adversidades que ainda estão por vir já foram vividos por comunidades histórias. Os seres humanos têm sido colocados diante de situações ambientais extremas, como secas, chuvas, frio e calor em excesso, há centenas de anos. Portanto, as experiências positivas e negativas já vivenciadas podem ser úteis para as gerações atuais e futuras.

Diante disso, os pesquisadores da WSU criaram um sistema computacional que analisa o desempenho dessas civilizações antigas e como elas responderam às mudanças no clima. A ferramenta mostra os pontos em que eles foram bem-sucedidos e também quais foram os fracassos.

“Para cada calamidade ambiental que você possa pensar, é bem possível que alguma sociedade na história humana já tenha tido que lidar com isso”, explicou o professor de antropologia e criador do projeto, Tim Kohler, em informativo oficial.

O programa desenvolvido por Kohler possui uma série de simulações computacionais chamadas de modelagem baseada em agentes. As sociedades antigas virtuais são colocadas em paisagens geograficamente precisas e o sistema gera a informação de como elas provavelmente responderam às mudanças. O projeto considera diversas evidências arqueológicas já registradas, o que permite aos cientistas estudarem quais condições levaram as civilizações ao crescimento ou ao declínio.

“Modelagem baseada em agentes é como um jogo de vídeo game, no sentido que você programa certos parâmetros e regras em sua simulação e, em seguida, deixa seus agentes virtuais lançarem as informações para a conclusão lógica”, esclarece Stefani Crabtree, PhD em antropologia pela WSU. Segundo ela, isso permite aos pesquisadores prever a eficácia do cultivo de diferentes culturas e outras adaptações, mas também entender como as sociedades humanas podem evoluir e impactar seu ambiente.

Clique aqui para ver mais detalhes desta pesquisa.

Redação CicloVivo

(3649)

logo
Fechar
Abrir
logo