Inicio Mobilidade Redução de velocidade em vias de Curitiba diminuiu em 30% os acidentes

Mobilidade

Redução de velocidade em vias de Curitiba diminuiu em 30% os acidentes

A medida é uma tendência mundial para aumentar a segurança de pedestres e ciclistas no trânsito.

22 de novembro de 2016 • Atualizado às 13 : 07
Redução de velocidade em vias de Curitiba diminuiu em 30% os acidentes

A via calma limita em 40km/h a velocidade máxima na região central de Curitiba. | Foto: Luiz Costa/SMCS

224
0

Um ano depois de implantar a Área Calma, o perímetro que limita em 40km/h a velocidade máxima na região central de Curitiba, os números de atendimentos e de registros de acidentes tiveram redução expressiva em relação ao período anterior. O resultado comprova a eficiência do projeto em garantir maior segurança a pedestres e ciclistas, os atores mais frágeis no trânsito de grandes cidades.

Em 11 meses – de 16 de novembro de 2015 a 16 de outubro de 2016 -, o perímetro delimitado teve uma queda de 32,54% no total de atendimentos de acidentes no local e de 24,21% no total dos registros de acidentes do que nos 11 meses anteriores à implantação do projeto (de 15 de dezembro de 2014 a 15 de novembro de 2015). O número de vítimas fatais foi o mesmo nos dois períodos: duas. Os dados são do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) para o projeto Vida no Trânsito.

Foram 24,74% menos atendimentos em acidentes com vítimas (143 contra 190 do período anterior); 46,67% menos atendimentos em acidentes sem vítimas (56 contra 105); 34,46% menos registros de acidentes no BPTtran (116 contra 177) e 20,02% menos registros de acidentes na internet (815 contra 1.019).

“A Área Calma é um projeto vitorioso e importante para a cidade. Os números comprovam que ele está contribuindo para a diminuição de acidentes e a melhor segurança do trânsito em uma região de Curitiba que tem mais de 700 mil pedestres circulando todos os dias e com locais de grande concentração de pessoas e veículos, como hospitais, praças, shoppings, terminais de ônibus, estações-tubo”, diz a secretária municipal de Trânsito, Luiza Simonelli.

A Área Calma envolve todos os que participam do trânsito na cidade, com enfoque na segurança dos mais vulneráveis – pedestres e ciclistas –, além de permitir um melhor compartilhamento das ruas pelos diferentes modais.

Estudos realizados em todo o mundo mostram que a partir de uma velocidade de 40km/h dos veículos, cresce exponencialmente o risco de uma lesão fatal dos pedestres em atropelamentos – quanto maior a velocidade, menor o tempo de o condutor frear e evitar um acidente, pois o veículo percorre muito mais distância para frear completamente estando em uma velocidade maior. Com o veículo a 40km/h, há 20% de risco de lesão fatal; a 50km/h, 50% de risco; a 60km/h, 80% de risco; e, a partir de 70km/h, 100% de risco.

Da Prefeitura de Curitiba

 

(224)

logo
Fechar
Abrir
logo