Inicio Cidadania Recife transforma áreas abandonadas nos morros em hortas comunitárias

Cidadania

Recife transforma áreas abandonadas nos morros em hortas comunitárias

Os espaços ociosos se tornaram produtivos, com direito a áreas de lazer, horta, minhocário e plantas medicinais.

24 de janeiro de 2017 • Atualizado às 10 : 14
Recife transforma áreas abandonadas nos morros em hortas comunitárias

Até o momento 600 famílias já foram diretamente beneficiadas pela ação. | Foto: Foto: Reprodução/Facebook/Prefeitura de Recife

3.60K
2

As áreas ociosas em comunidades de Recife estão sendo transformadas em espaços produtivos. No lugar do abandono, a Prefeitura local está criando hortas com direito a minhocários e plantas medicinais.

O projeto, iniciado em 2016, ganhou o nome de “Mais Vida nos Morros” e já foi aplicado em três comunidades locais. Além de revitalizar os espaços, a dar nova utilidade e a apoiar programas educacionais e de conscientização sobre meio ambiente e alimentação saudável, o programa é uma estratégia de Defesa Civil, para prevenir acidentes em áreas de barreiras e com riscos de deslizamentos.

Foto: Reprodução/Facebook/Prefeitura de Recife

Foto: Reprodução/Facebook/Prefeitura de Recife

Até o momento, nas três unidades do projeto entregues pela Prefeitura, 600 famílias já foram diretamente beneficiadas pela ação. As comunidades que já fazem parte do “Mais Vida nos Morros” são: Alto José do Pinho e Mangabeira, Alto do Maracanã e Córrego do Jenipapo.

Foto: Reprodução/Facebook/Prefeitura de Recife

Foto: Reprodução/Facebook/Prefeitura de Recife

De acordo com a prefeitura, “um dos conceitos do projeto é a transformação de áreas ociosas ou mal aproveitadas em espaços relevantes para a população”. Por isso, além das hortas, as comunidades também ganharam uma área de lazer, com quadra, um bicicletário e um parklet. Tudo isso está instalado em locais que antes eram pontos críticos de descarte irregular de lixo.

Foto: Reprodução/Facebook/Prefeitura de Recife

Foto: Reprodução/Facebook/Prefeitura de Recife

Outro ponto interessante do projeto é a participação da própria comunidade, envolvida em todas as etapas de transformação dos espaços. Para bancar o projeto, o município conta com parcerias com o setor privado, que fornece os recursos necessários para toda a revitalização.

Redação CicloVivo

(3601)

logo
Fechar
Abrir
logo