Inicio Desenvolvimento Projeto estimula implantação de usinas de dessalinização de água no país

Desenvolvimento

Projeto estimula implantação de usinas de dessalinização de água no país

Comissão quer incentivar investimentos através de descontos especiais nas tarifas de energia elétrica.

31 de março de 2017 • Atualizado às 10 : 43

Planta de dessalinização de água marinha em Adeleide, no sul da Austrália. | Foto: SAWater

Projeto estimula implantação de usinas de dessalinização de água no país
2.12K
0

A Comissão de Minas e Energia aprovou, nesta quarta-feira (29), o Projeto de Lei 1799/15, do deputado Roberto Sales (PRB-RJ), que estende à atividade de dessalinização de água marinha os descontos especiais nas tarifas de energia elétrica aplicáveis ao consumo relacionado à atividade de irrigação e aquicultura.

O parecer do relator, deputado Beto Rosado (PP-RN), foi favorável à proposta. Ele destacou a importância da dessalinização como medida para resolver, ou pelo menos diminuir, o problema da falta de água que atinge o Brasil e o mundo. “A título de exemplo, em Israel e Arábia Saudita 70% da água potável vem do processo de dessalinização”, citou.

“Estimular a atividade de dessalinização de água salgada em nosso país, por meio de incentivos na redução da tarifa elétrica, certamente é uma medida de grande importância para estimular investimentos por parte de setores industriais que têm suas atividades voltadas para esse segmento”, acrescentou.

Segundo o parlamentar, esses setores muitas vezes são desestimulados, devido ao alto custo da tarifa de energia. “Os sistemas atuais de dessalinização consomem muita carga energética, tornando-se impraticáveis para os países mais pobres”, disse. “Dependendo do tipo de processo de dessalinização, o consumo de energia representa entre 20% a 60% do custo total de produção”, completou Beto Rosado.

O projeto altera a Lei 10.438/02, que cria o Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa), incluindo a dessalinização no rol das atividades beneficiadas pela lei.

da Agência Câmara de Notícias

(2122)

logo
Fechar
Abrir
logo