Inicio Cidadania Pacientes do Caps ganham oficina de jardinagem e paisagismo em Curitiba

Cidadania

Pacientes do Caps ganham oficina de jardinagem e paisagismo em Curitiba

Os pacientes podem criar hortas e pomares na área aberta da unidade.

16 de agosto de 2017 • Atualizado às 08 : 12

Foto: Divulgação

Pacientes do Caps ganham oficina de jardinagem e paisagismo em Curitiba
502
0

Uma parceria entre o Centro de Atenção Psicossocial a Pessoas com Transtorno Mental Boqueirão (Caps TM Boqueirão) e a Associação Vida, Arte e Reinserção (Assoviar), ambos em Curitiba, resultou em um projeto que oferece capacitação profissional e opção de terapia ocupacional para os pacientes.

Na oficina de Jardinagem e Paisagismo, os usuários do Caps podem criar hortas e pomares na área aberta da unidade.

O curso é oferecido pela Assoviar e dura três meses. A fase de aplicação dos conhecimentos tem um total de cinco visitas. Na última sexta-feira (11), os oficineiros plantaram vegetais e temperos nas hortas e começaram os cuidados com o paisagismo na área externa.

Além de melhorar o visual do Caps, com o plantio da horta e a poda das árvores, o resultado servirá de portfólio para que os alunos formados o apresentem em oportunidades de emprego.

Participam da parceria cerca de 25 pessoas, entre pacientes do Caps Boqueirão e egressos de outros centros. Em breve, as verduras e temperos que crescerem serão usadas em outro projeto terapêutico do centro: as oficinas de culinária.

Novos horizontes

Um dos reflexos positivos é a motivação dos usuários do Caps Boqueirão em participar dos plantios e pensar novos horizontes para o futuro. “Eles ficaram muito comprometidos e perceberam que podem usar o que aprenderam no trabalho. Passaram a organizar melhor o tempo: sabem que horas têm de molhar as plantas, se o clima está favorável, e cuidam do espaço, que não pode ter lixo para as plantas crescerem”, conta a terapeuta ocupacional, Bruna Luiza Gil Saia de Andrade.

Para Tânia Gorete Fernandes da Cruz, 54 anos, paciente do Caps AD Cajuru, a oportunidade de “embelezar” outro centro psicossocial foi um privilégio. “É revitalizante. Além de fazer o bem a mim mesma, estou fazendo o bem para o outro”, diz. Ela pretende usar as aulas das oficinas para trabalhar em jardinagem.

jardim-caps-ciclovivo2 jardim-caps-ciclovivo3

Fotos: Divulgação

(502)

logo
Fechar
Abrir
logo