Inicio Meio Ambiente Livro revela espécies vegetais raras encontradas em montanhas da Amazônia

Meio Ambiente

Livro revela espécies vegetais raras encontradas em montanhas da Amazônia

Objetivo da expedição era conhecer, estudar e catalogar espécies da biodiversidade local.

21 de janeiro de 2016 • Atualizado às 10 : 44

A expedição passou por quatro montanhas do extremo norte da Amazônia, na foto está a Serra do Aracá. | Foto: Ricardo Azoury

Livro revela espécies vegetais raras encontradas em montanhas da Amazônia
9.01K
0

Na última terça-feira (19), foi lançado o livro “Expedições às Montanhas da Amazônia”, que relata as descobertas de pesquisadores do Jardim Botânico do Rio de Janeiro em viagens a montanhas da Floresta Amazônica brasileira. Em 50 dias de expedições, foram coletadas mais de 4.000 espécimes para pesquisa, algumas ainda desconhecidas.

Com patrocínio da Natura e coordenação do pesquisador Marcus Nadruz Coelho, o trabalho foi desenvolvido a partir de cinco jornadas – realizadas entre 2011 e 2014 – a quatro montanhas do extremo norte da Amazônia: Serra do Aracá e Pico da Neblina, no Amazonas, e Serra Grande e Monte Caburaí, em Roraima.

Coordenador_Marcus_Nadruz_coleta amostras no Pico da Neblina_Roraima_Fotógrafo Ricardo Azoury

Coordenador Marcus Nadruz coleta amostras no Pico da Neblina. | Foto: Ricardo Azoury

A iniciativa, repleta de riscos e desafios, devido à dificuldade de acesso aos locais de coleta, contou com a participação de outros quatro pesquisadores do Jardim Botânico: Gustavo Martinelli, Rafaela Campostrini Forzza, Denise Pinheiro da Costa e Miguel Avila Moraes, além do fotógrafo Ricardo Azoury, responsável pelas ilustrações do livro, e de uma equipe de apoio local. A publicação traz as novas espécies identificadas, conta a história da flora local e relata o trabalho dos personagens envolvidos nessa jornada, com muitas fotografias da maior floresta tropical do mundo.

Cachoeira do Eldorado_maior do Brasil_Fotógrafo Ricardo Azoury

Cachoeira do Eldorado. | Foto: Ricardo Azoury

De acordo com o coordenador Marcus Nadruz, o trabalho na Amazônia resultou na coleta de importantes registros que têm gerado diversos artigos científicos. Para a realização do projeto, os pesquisadores enfrentaram uma logística complicada, que envolveu avião, barco, micro-ônibus, “voadeira” e helicóptero. Tudo isso com o objetivo de conhecer, estudar e catalogar espécies da biodiversidade local, cujos registros eram, até então, raros ou inexistentes.  As expedições também originaram o documentário “Montanhas da Amazônia – em busca da flora desconhecida”, com DVD lançado em junho de 2015.

Pesquisadora Denise Pinheiro examina espécime no Pico da Neblina. | Foto: Ricardo Azoury

Espécie de Malpighiaceae endêmica da Serra do Aracá. | Foto: Ricardo Azoury

“O projeto apoiado pela Natura busca ampliar o conhecimento dos pesquisadores sobre a flora das montanhas da Amazônia, o que é essencial para a conservação das espécies”, diz Gerson Pinto, vice-presidente de inovação da Natura. A empresa de cosméticos atua desde 2000 em parceria com comunidades ribeirinhas da Amazônia para promover o manejo sustentável de espécies locais, algumas utilizadas como matéria-prima de seus produtos.

Pesquisadora Denise Pinheiro examina espécime no Pico da Neblina. | Foto: Ricardo Azoury

Pesquisadora Denise Pinheiro examina espécime no Pico da Neblina. | Foto: Ricardo Azoury

(9013)

logo
Fechar
Abrir
logo