Inicio Meio Ambiente Humanos mudaram o clima 170 vezes mais rápido que forças naturais

Meio Ambiente

Humanos mudaram o clima 170 vezes mais rápido que forças naturais

Segundo pesquisadores, as temperaturas tiveram um aumento sem precedentes.

14 de fevereiro de 2017 • Atualizado às 15 : 49
Humanos mudaram o clima 170 vezes mais rápido que forças naturais

As emissões de gases de efeito estufa aumentaram a temperatura para 1,7 graus Celsius por século. | Foto: ISS/NASA

1.87K
0

Os pesquisadores, Will Steffen e Owen Gaffney, do Centro de Resiliência de Estocolmo, revelaram o impacto que estamos causando à Terra. Os cientistas já sabem há algum tempo que as atividades humanas estão provocando mudanças climáticas, mas agora, através da primeira equação matemática deste tipo, a chamada ‘Anthropocene Equation’ ou Equação do Antropoceno em tradução livre, eles mostraram que os seres humanos estão fazendo as temperaturas subirem em taxas muito mais velozes do que as forças naturais.

“A magnitude humana na mudança climática parece mais uma chuva de meteoros do que uma mudança gradual”, disse Steffen em entrevista ao jornal britânico The Guardian.

O relatório mostra que a maior parte dos quatro bilhões e meio de anos que a Terra já existiu, forças geofísicas e astronômicas mudaram o planeta, provocando uma taxa de variação de 0,01 graus Celsius por século. Mas durante os últimos 60 anos, os humanos foram os que impulsionaram a mudança. Especificamente, nos últimos 45 anos, as emissões de gases de efeito estufa que lançamos aumentaram a taxa de aumento de temperatura para 1,7 graus Celsius por século. Essa taxa de mudança impulsionada pelos seres humanos resulta no assombroso número de 170 vezes mais rápido do que o das forças naturais.

Os dois pesquisadores analisaram a taxa de mudança no que chamaram de sistema de apoio à vida da Terra para projetar a equação, incluindo a atmosfera, os oceanos, as vias navegáveis, as florestas, as zonas húmidas, as camadas de gelo e a biodiversidade.

“Não estamos dizendo que as forças astronômicas de nosso sistema solar ou processos geológicos desapareceram, mas em termos de seu impacto em tão curto período de tempo, elas são agora insignificantes em comparação com nossa própria influência”, completa Steffen ao The Guardian.

Gaffney e Steffen alertaram no relatório que os seres humanos devem reduzir a mudança climática pois se não o fizermos, os resultados poderão desencadear no colapso da sociedade.

A revista The Anthropocene Review publicou o artigo apresentando a equação na semana passada.

(1866)

logo
Fechar
Abrir
logo