Inicio Cidadania Horta em área abandonada de Detroit produz alimentos para 2 mil famílias

Cidadania

Horta em área abandonada de Detroit produz alimentos para 2 mil famílias

Mais de oito mil voluntários estiveram envolvidos com os trabalhos, direta ou indiretamente.

20 de dezembro de 2016 • Atualizado às 12 : 22
Horta em área abandonada de Detroit produz alimentos para 2 mil famílias

O complexo conta com mais de 200 árvores frutíferas, verduras e legumes diversos. | Foto: Divulgação

6.27K
0

Uma grande horta urbana foi a solução ideal para recuperar um bairro abandonado na cidade norte-americana de Detroit. O projeto teve início há quatro anos, por iniciativa da ONG Michigan Urban Farming Initiative (MUFI) e hoje o cultivo já produz o suficiente para beneficiar gratuitamente mais de duas mil famílias que moram na região.

O projeto em Detroit abrange hoje uma área de 30 mil metros quadrados, onde os plantios dividem espaço com terrenos vazios, casas ocupadas e prédios abandonados. Segundo a organização, desde que os terrenos abandonados começaram a ser usados no projeto de agricultura urbana muitas coisas mudaram no bairro, principalmente em relação à segurança e valorização dos imóveis.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“Nos últimos quatro anos, nós plantamos uma horta urbana que fornece alimentos frescos para os nossos moradores em um cultivo diversificado, que ajudou a sustentar o bairro e atraiu novos residentes e investimentos na área”, explicou Tyson Gersh, presidente da MUFI, em informativo oficial.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O complexo conta com mais de 200 árvores frutíferas, verduras e legumes diversos, um jardim sensorial para as crianças e muito mais. Conforme o levantamento da organização, são mais de 300 variedades de vegetais. Desde o início do projeto, a colheita já rendeu mais de 22 mil quilos de alimentos, todos distribuídos gratuitamente à comunidade.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Um levantamento da MUFI mostrou que o trabalho só foi bem-sucedido graças aos esforços da própria população. Mais de oito mil voluntários estiveram envolvidos com os trabalhos, direta ou indiretamente, somando mais de 80 mil horas de trabalho, que seria o equivalente a um investimento de US$ 4 milhões, apenas em mão de obra.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Para tornar o complexo ainda melhor, a organização começou uma nova fase do programa, que conta com o apoio da iniciativa privada. Através da participação de grandes empresas que atuam na região, o complexo de agricultura urbana de Detroit está prestes a ganhar um centro de estudos e cultura, que deve ser construído em um antigo prédio abandonado e adquirido por uma das empresas parceiras. O centro contará também com café e restaurante, que comercializarão produtos feitos a partir das colheitas da própria comunidade.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Clique aqui para acompanhar mais deste trabalho.

Redação CicloVivo

(6273)

logo
Fechar
Abrir
logo