Inicio Meio Ambiente Estudos sugerem que plantas tenham “olhos” e consigam enxergar

Meio Ambiente

Estudos sugerem que plantas tenham “olhos” e consigam enxergar

A ideia é comparada ao olho humano, mas sem a complexidade que ocorre com os animais.

19 de janeiro de 2017 • Atualizado às 12 : 22

Os novos estudos trouxeram outras evidências de que a vegetação realmente tem algum tipo de consciência visual. | Foto: iStock by Getty Images

Estudos sugerem que plantas tenham “olhos” e consigam enxergar
5.21K
0

A ideia de que as plantas tenham algum tipo de visão não é exatamente nova. Em 1907, Francis Darwin, o filho do cientista Charles Darwin, já fazia experiências cujos resultados sugeriam que as plantas tenham um órgão que as tornam sensíveis à luz. A ideia é comparada ao olho humano, mas sem a complexidade que ocorre com os animais.

Com o passar do tempo, esta teoria foi deixada de lado e ressurgiu nos últimos anos. Recentemente, conforme noticiado pelo site norte-americano Scientific American, um grupo formado por cientistas da Universidade de Bonn, na Alemanha, e da Universidade de Florença, na Itália, e da Universidade de Londres, na Inglaterra, se dedicou a novos estudos que trouxeram outras evidências de que a vegetação realmente tem algum tipo de consciência visual.

Para o estudo, os pesquisadores usaram como exemplo as cianobactérias Synechocystis, organismos unicelulares capazes de realizar fotossíntese. “Essas cianobactérias usam inteiramente a célula de seu corpo como uma lente para focar na imagem da fonte de luz na membrana celular, semelhante à retina do olho de um animal”, explicou Conrad Mullineaux, integrante do estudo e pesquisador na Universidade de Londres.

O resultado da experiência levou os pesquisadores a questionar qual seria a importância destes mecanismos em plantas mais desenvolvidas. “Se algo como isso já ocorre no nível mais baixo da evolução, ele provavelmente é mantido em espécies superiores”, comentou František Baluska, biólogo na Universidade de Bonn.

Uma das hipóteses ainda não confirmadas é de que plantas mais desenvolvidas usem este “olho” para se camuflar à paisagem ao seu redor. Segundo os cientistas, um dos possíveis exemplos disso é a Boquila trifoliolata uma espécie de vinhedo que ocorre no Chile da Argentina e que varia em forma e cor de acordo com o local em que está. As cores das folhas durante o outono também podem estar associadas à essa “visão” natural.

Árvores que se comunicam

Há pouco tempo, a pesquisadora canadense Suzanne Simard divulgou entre os resultados de anos de pesquisas, a informação de que as árvores conseguem se comunicar. Segundo ela, as plantas interagem entre si e se comunicam através de uma rede subterrânea de fungos que interliga as plantas em um ecossistema. Por meio desta simbiose, as plantas conseguem colaborar com o desenvolvimento e crescimento mútuo, ajudam as diferentes exemplares a florescerem.

Clique aqui para entender melhor esta relação entre as plantas.

Redação CicloVivo

(5205)

logo
Fechar
Abrir
logo