Inicio Meio Ambiente Entenda como o sistema de irrigação pode auxiliar a produção de orgânicos

Meio Ambiente

Entenda como o sistema de irrigação pode auxiliar a produção de orgânicos

A irrigação proporciona um melhor aproveitamento e evita a dependência extrema das situações climáticas.

4 de outubro de 2016 • Atualizado às 11 : 19
Entenda como o sistema de irrigação pode auxiliar a produção de orgânicos

O período ideal para irrigação é durante a manhã, pela baixa evaporação. | Foto: iStock by Getty Images

2.02K
0

A agricultura é uma técnica que teve de ser adaptada com o passar dos séculos. Cultivar determinadas espécies fora de seu ambiente de origem e depender exclusivamente das chuvas fez com que o ser humano sentisse necessidade de uma maior independência, afinal, tal atrelamento aos rios era extremamente prejudicial para o desenvolvimento da agricultura.

Como explica o especialista em Agricultura Orgânica Thiago Tadeu Campos, foi assim que se surgiu a necessidade de descobrirmos formas de manejar a água e fazer com que a plantação drenasse o recurso lentamente, evitando que o excesso de água também prejudicasse o crescimento das plantas, além de garantir a água estocada por um período mais longo.

Chamamos de irrigação as técnicas que realizam esse manejo, proporcionam um melhor aproveitamento e evitam a dependência extrema das situações climáticas. Atualmente, a maioria das produções possui um sistema de irrigação próprio, utilizado para a irrigação de pastagens e canteiros, reutilizando águas das chuvas ou extraindo de lençóis freáticos de fácil acesso.

A Importância da irrigação na agricultura orgânica

Alguns produtores se utilizam de produtos químicos para reduzir a dependência da planta em relação à água, no entanto, essas intervenções químicas prejudicam a organicidade do alimento e podem, muitas vezes, causar doenças em longo prazo.  A presença de água em qualquer plantação orgânica é essencial, pois a água é responsável pelo crescimento saudável e pela qualidade do alimento.

Os sistemas de irrigação possibilitam que o produtor tenha um controle sobre sua cultura durante todos os processos de crescimento, desde as sementes até a planta já adulta. Assim como para os seres humanos, a ausência de água pode adoecer a planta e causar forte desidratação.

Em regiões áridas, com climas instáveis e até mesmo com excesso de chuvas, somente a irrigação proporciona ao agricultor orgânico o controle sobre o crescimento. Muitas vezes, associar a irrigação a sistemas de estufas faz com que o desenvolvimento da planta seja ainda maior.

Sistema de irrigação

Ao redor do mundo existem inúmeras formas de estabelecer um sistema de irrigação. No Brasil, algumas técnicas obtiveram maior sucesso e se destacaram tanto pela praticidade como pela eficiência, essas maneiras de irrigação podem ser resumidas em: irrigação por aspersão, irrigação por microaspersão e irrigação por gotejamento.

Irrigação por aspersão

O sistema de irrigação por aspersão possui pequenas subdivisões, que dizem respeito à forma que a água atinge à planta, podendo ser por cima, por baixo, atingindo o caule em seu centro ou em estruturas circulares, os famosos sprinklers utilizados na irrigação de jardim. Esse sistema de irrigação proporciona ao produtor uma liberdade ao posicionar as mangueiras de irrigação, pois os canos devem ser utilizados a favor da planta ali cultivada.

Foto: iStock by Getty Images

Foto: iStock by Getty Images

Esse sistema possui uma alta taxa de evaporação, além de consumir grandes quantidades de energia. No entanto, dispensa o uso de filtros e não necessita de manutenção constantemente.

Irrigação por microaspersão

A irrigação por microaspersão garante uma maior eficiência em comparação com a aspersão, pois os canos devem ser instalados a cada duas plantas.  Os filtros utilizados nas mangueiras de irrigação da microaspersão são os filtros de discos, mais simples e que não necessitam de associação aos filtros com areia.

Foto: iStock by Getty Images

Foto: iStock by Getty Images

As tubulações suspensas protegem o cano de danos com enxadas e até mesmo evitam que seja pisoteado. O maior problema com esse tipo de irrigação é que, caso não seja instalado o filtro adequado, pode haver a entrada de insetos, entupindo um cano e prejudicando todo o sistema.

Irrigação por gotejamento

O sistema de irrigação por gotejamento é ideal para a produção de frutas e vegetais, pois é um sistema de baixa vazão onde a água é depositada por um tempo maior. Com o gotejamento, a perda de água por evaporação é reduzida, proporcionando um melhor aproveitamento.

Foto: iStock by Getty Images

Foto: iStock by Getty Images

A instalação deve ser feita perto das raízes e é recomendada para plantações menores. Sua vantagem está em não lavar os nutrientes presentes no solo e poder utilizar fertilizantes associados à água, iniciando assim o processo de fertirrigação. Contudo, os fertilizantes químicos podem causar danos na plantação, recomenda-se o uso de adubos orgânicos para melhorar a qualidade da produção.

Como decidir qual é a irrigação ideal para a plantação?

Essas formas de irrigação são simples e de fácil acesso no Brasil, mas, muitas vezes o agricultor pode prejudicar a cultura por irriga-la de forma errada. Para saber qual deve ser a frequência de irrigação, assim como a quantidade de água que deve ser aplicada, é preciso levar em conta fatores como o tipo de planta, as características do solo, a topografia e o clima local, a capacidade de armazenamento de água e o tamanho da área que deve ser irrigada.

O período ideal para irrigação é durante a manhã, pela baixa evaporação. Irrigar no período noturno pode desencadear a presença de fungos, adoecendo a plantação.

A irrigação é fundamental para uma produção orgânica

A agricultura orgânica no Brasil cresce cada vez mais, saber utilizar a irrigação a seu favor faz com que o agricultor poupe tempo e dinheiro, podendo produzir uma quantidade ainda maior de produtos de qualidade. O sistema de irrigação garante que a planta seja saudável o ano todo, aumentado sua produtividade.

Um sistema sustentável deve saber como reaproveitar a água disponível no ambiente e deve utilizar de forma consciente. A agricultura orgânica não envolve somente a pureza de seus produtos finais, mas também a sustentabilidade do ambiente como um todo.

DESCRICAO_AUTOR_THIAGO_TADEU_CAMPOS

(2021)

logo
Fechar
Abrir
logo