Inicio Desenvolvimento Custo da energia solar caiu mais de 25% em um ano nos EUA

Desenvolvimento

Custo da energia solar caiu mais de 25% em um ano nos EUA

Previa-se que a energia solar só chegaria a este valor em 2020.

3 de outubro de 2017 • Atualizado às 15 : 50

Foto: iStock by Getty Images

Custo da energia solar caiu mais de 25% em um ano nos EUA
583
0

A revolução da energia limpa continua e a energia solar segue liderando o mercado das renováveis. Em um relatório publicado recentemente pelo Departamento de Energia dos EUA, ficou constatado que o custo da energia solar de larga escala, como grandes usinas solares, diminuiu 30% no ano passado.

Segundo a SunShot Initiative, os objetivos de custo estabelecidos para a energia solar no país foram cumpridos anos antes do prazo, que era de 2020. A notícia surpreende, apesar do cenário atual da política norte-americana, a energia solar continua a se tornar, rapidamente, mais econômica e acessível.

Segundo especialistas, o renascimento solar nos Estados Unidos só foi possível devido ao trabalho pioneiro de energia solar que está sendo feito na China, onde estão produzindo mais módulos solares que a demanda. Isso permitiu que os importadores norte-americanos adquirissem a tecnologia a preços mais baixos, como resultado, o preço médio por watt agora é apenas US $ 1,03 para sistemas de inclinação fixa e US $ 1,11 para os sistemas que se movem para rastrear o movimento do sol.

É provável que o valor da energia solar residencial e em coberturas também continue a cair por causa da pressão dos consumidores por formas mais limpas de energia.

Se essas tendências continuarem, estima-se que 139 países, incluindo os Estados Unidos e a China, podem se tornar 100% renováveis até 2050, com grande contribuição da energia solar.

(583)

logo
Fechar
Abrir
logo