Inicio Faça você mesmo Como plantar tomate orgânico em casa

Faça você mesmo

Como plantar tomate orgânico em casa

Por conta dos agrotóxicos, o tomate hoje possui menos da metade dos nutrientes de um tomate de 30 anos atrás.

13 de abril de 2017 • Atualizado às 19 : 30

Ao erradicar o uso de produtos químicos você terá uma planta muito mais saudável e nutritiva. | Foto: iStock by Getty Images

Como plantar tomate orgânico em casa
11.13K
0

O  tomate  é  um  alimento  típico  do  Continente Americano,  tendo  como  origem  a  região  atual  do  México  e  espalhando-se  pelo resto  do  continente  com  o  passar  do  tempo.  Após  se  consolidar  como  um alimento comum para todas as tribos, despertou o interesse dos colonizadores e então foi levado para a Europa no século XVI.

Atualmente,  o tomate  é  um  alimento  presente  na  maior  parte  das  cozinhas  do mundo,  seja  para  dar  um  sabor  diferenciado  aos  molhos  ou  até  mesmo  para fazer  parte  dos  pratos  principais.  A  versatilidade  da  fruta  faz  com  que  ela  seja um  alimento  essencial  em  todos  os  lares, até porque é  possível  encontrar tomates  de  vários  tipos,  como  o  tomate  salada  longa  vida,  o  tomate redondo, tomate caqui, tomate cereja, entre outros.

Hoje,  o  tomate  que  é  adquirido  em  mercados  convencionais  possui pouco menos da metade dos nutrientes presentes em um tomate de 30 anos atrás, isso se  dá  pelos  métodos  de  agricultura  de  massa  e  pelo  uso  exacerbado  de  agrotóxicos  e  insumos  agrícolas.  Uma  forma  de  combater  tal  dificuldade  é  optar  pelo consumo  de  tomates  orgânicos,  ou  até  mesmo  realizar  o  plantio  domiciliar  de pequenos pés de tomate. Quer saber como plantar essa iguaria em casa? Quem ensina é o especialista  em  Agricultura  Orgânica Thiago Tadeu  Campos, confira abaixo.

Espaço

Os   tomates   podem   ser   plantados   em   pequenos   vasos   e   canteiros,   não necessitando  de  grandes  áreas  para  que  a  planta  se  desenvolva  com saúde  e vigor.  No  caso  de  plantação  em  pequenas  hortas,  é  possível  produzir  tomates maiores  e  em  grandes  quantidades,  mas  para  isso  é  preciso  estar  atento  a algumas orientações básicas de como plantar tomate orgânico.

Clima

O  tomate  é  um  alimento  com  origem  em  áreas  quentes,  portanto  não  suporta temperaturas muito frias. A temperatura ideal para cultivar o tomate é entre 20°C a 26°C, a partir dos 15°C já é possível cultivar tomateiros e obter belos frutos e a  temperatura  máxima  não  deve  ultrapassar  dos  35°C.  Em  regiões  que  não atendem  esses  requisitos  térmicos  o  tomate  pode  ser  cultivado  em  estufas.  No caso do produtor urbano, é possível utilizar pequenos vasos, mantê-los na região interna de suas casas e até mesmo construir pequenas estufas, para que o mal tempo não aflija a planta e nem prejudiquem seu desenvolvimento.

Luminosidade

Com relação à incidência de luz, o tomateiro requer um pouco mais de atenção. É  preciso  que  a  planta  seja  exposta  à  alta  luminosidade  e  receba  luz  solar  de maneira direta por no mínimo seis horas todos os dias.

Solo

Para  plantações  em  larga  escala,  recomenda-se  cuidar  do  solo pelo  menos  cinco meses  antes  da  implantação  da  cultura e  que  estas  áreas  não  tenham recebido plantas da família Solanaceae, como batata, jiló, pimentas, pimentão e berinjela. O solo  ideal  para  plantar  tomates  deve  possuir  pH  entre  5,5  a  7,  com boa  drenagem. A  camada  superficial  do  solo  deve  estar  sempre  bem  irrigada  e não  deve  ficar  encharcado  para  evitar  a  proliferação  de  doenças  e  demais pragas.  Um  solo  fértil  faz toda a diferença no desenvolvimento da planta.

Irrigação

Os tomateiros  devem  estar  sempre  bem  irrigados,  no  entanto  a  irrigação em demasia prejudica o desenvolvimento da planta. A irrigação programada   pode   ser   uma boa  alternativa  para  quem  não  consegue  monitorar  a  plantação  em  tempo integral. Como o tomateiro ficará sempre exposto à luz solar, a taxa de evaporação  do  solo  e  de  transpiração  da  água  é  alta   e  o  tomateiro  exige  irrigação constante.

Plantio

Na hora de plantar os tomates é preciso muita atenção por parte do produtor. É recomendado realizar pequenas mudas do tomateiro antes de colocá-lo no solo. Em uma sementeira, coloque de duas a cinco sementes em cada buraco, com cerca de 1cm de profundidade. Caso opte por tomates menores ou do tipo anão, faça o plantio diretamente no vaso ou na jardineira escolhida, nessa situação não há necessidade de transplantio.

Transplante de muda

As mudas estarão prontas  para  o  transplante  quando  estiverem  com  aproximadamente  4 folhas consolidadas  e  após  o  fortalecimento  dos  pequenos  tomateiros  é  necessário transplantar as mudas. O espaçamento irá variar de acordo com a variedade de tomate, sendo que o espaçamento mínimo recomendado entre cada planta é de 50 cm, podendo chegar até 1,6 m. No caso de plantas anãs ou de tomate cereja o espaçamento de 30 cm é suficiente.

Tratos culturais

É possível que conforme os tomateiros cresçam suas folhagens fiquem irregulares  e  as  plantas  comecem  a  perder  seu  vigor.  Nesse  caso,  utiliza-se  a  técnica de Tutoramento, onde estacas são colocadas para que a planta tenha uma orientação  de  crescimento.  Com  isso,  basta  podar  os  galhos  que  estiverem atrapalhando o desenvolvimento e liberar espaço para que ramos novos e saudáveis cresçam no lugar.

Colheita

O período de colheita irá variar de acordo com o tipo de tomate plantado e com sua  forma  de  desenvolvimento.  Tomates  com  crescimento  regular  do  tipo determinado,  que  crescem  em  moitas  e  dão  frutos  em  menos  tempo,  poderão ser  colhidos  entre  7  e  8  semanas.  Já  os  tomates  maiores,  com  crescimento  do tipo indeterminado podem demorar entre 10 e 16 semanas para amadurecerem. A  colheita  dependerá  do  destino  do  tomate.  Caso  o  tomate  seja  revendido  para regiões próximas, é importante colhê-lo já maduro, com uma quantidade maior de   nutrientes.   Mas   caso   o   tomate   precise   percorrer   longas   distâncias, recomenda-se colher o tomate no começo do amadurecimento para que ele não estrague até chegar ao consumidor final.

Por que aprender como plantar tomate orgânico?

Em caso de doenças ou enfraquecimento dos tomateiros, basta buscar métodos orgânicos  de  manutenção,  como  por  exemplo,  adicionar  matéria  orgânica  ao solo  para  que  a  planta  esteja  sempre  bem  nutrida.  Ao  erradicar  o  uso  de produtos químicos você terá uma planta muito mais saudável e nutritiva, estará consumindo saúde e não afetará o meio ambiente. A  forma  orgânica  de  agricultura,  além  de  poder  ser  reproduzida  em  pequenos ambientes,  é  mais  acessível  e  garante  a  aproximação  entre  consumidor  e  seu alimento,    vínculo    esse    indispensável    em    uma    sociedade    de    alimentos industrializados  e  quimicamente  alterados.  Opte  pelo  consumo  orgânico  e descubra uma relação de equilíbrio e gratidão com o meio ambiente. Agora que aprendeu como plantar tomate orgânico, é sua vez de botar a mão na massa e começar a plantar o seu tomate orgânico na sua casa ou propriedade rural.

(11128)

logo
Fechar
Abrir
logo