Inicio Meio Ambiente China terá santuário gigante de proteção a leopardos e tigres

Meio Ambiente

China terá santuário gigante de proteção a leopardos e tigres

O parque deve ter extensão de 5.637 quilômetros quadrados.

16 de março de 2017 • Atualizado às 14 : 21
China terá santuário gigante de proteção a leopardos e tigres

Segundo a WWF, existem apenas 60 leopardos-de-amur nos dias atuais. | Foto: Tambako The Jaguar / Flickr

619
0

A China aprovou na última quarta-feira (15) um novo, e enorme, Parque Nacional para ajudar a proteger grandes felinos em perigo. O parque de 5.637 quilômetros quadrados servirá como um santuário para os tigres-siberianos e leopardos-de-amur.

Os felinos grandes têm lutado para sobreviver no nordeste da China, onde o parque será construído. A extração excessiva de madeira deteriorou o ecossistema e fez com que a população de tigres selvagens da Sibéria despencasse drasticamente.

Closeup of a Siberian tiger also know as Amur tiger (Panthera tigris altaica), the largest living cat

Tigre-siberiano | Foto: iStock by Getty Images

Uma pesquisa de campo realizada por cientistas dos Estados Unidos, Rússia e China encontrou sinais de apenas seis a nove dos tigres na área em 1998. Uma proibição de exploração madeireira em 2015 pode ter ajudado; Agora especialistas estimam que existem cerca de 27 tigres-siberianos por lá. Enquanto isso, os leopardos-de-amur estão em perigo crítico com sua população reduzida a apenas 60 animais no mundo, segundo a WWF.

O novo parque nacional da China estará nas províncias de Jilin e Heilongjiang, na fronteira com a Rússia. O parque incluirá um centro de monitoramento e resgate de felinos selvagens, juntamente com instalações de pesquisa. O diretor do Programa de Espécies de Pequim, Fan Zhiyong, disse que a iniciativa pode ajudar a melhorar a cooperação entre os dois países para conservação da vida selvagem. O diretor do Departamento Florestal de Jilin, Lan Hongliang, também disse que espera que o parque nacional atue como um canal para intercâmbio internacional na proteção de animais selvagens.

O governo de Jilin disse que vai começar a preparar a gestão do parque nacional até o final deste ano. De acordo com a Xinhua, um plano e um parque piloto poderiam ser concluídos antes de 2020.

(619)

logo
Fechar
Abrir
logo