Inicio Mobilidade Chicago pode ter ciclovia flutuante coberta com placas solares

Mobilidade

Chicago pode ter ciclovia flutuante coberta com placas solares

As placas fotovoltaicas podem gerar energia para aquecer o solo, evitando que a pista congele durante o inverno.

16 de novembro de 2016 • Atualizado às 14 : 20
Chicago pode ter ciclovia flutuante coberta com placas solares

Em cinco anos a cidade ganhou 160 quilômetros de ciclovias e outros 80 km devem ser entregues até 2019. | Foto: Divulgação

3.26K
0

Nos últimos anos a prefeitura de Chicago, EUA, tem dado bastante atenção às estruturas cicloviárias como estratégia para incentivar mais pessoas a usarem a bicicleta como meio de transporte. Em cinco anos a cidade ganhou 160 quilômetros de ciclovias e outros 80 km devem ser entregues até 2019. Mas, além das ruas, as bikes podem ganhar também os rios.

Um projeto do escritório de arquitetura SecondShore planejou uma ciclovia flutuante, construída sobre o rio Chicago, que corta as principais áreas da cidade. A ideia é dar mais uma utilidade ao rio, além do uso comercial que ele já tem, ao mesmo tempo em que oferece segurança total aos ciclistas.

Foto: Divulgação

Imagem: Divulgação

Em entrevista ao site Fast Co. Exist, o arquiteto James Chuck, um dos responsáveis pelo projeto, explicou que as ciclovias tradicionais acabam não protegendo totalmente os ciclistas por estarem muito próximas dos carros e também em consequência dos cruzamentos com ruas e avenidas, que são os locais que concentram os maiores números de acidentes.

Foto: Divulgação

Imagem: Divulgação

Com a ciclovia flutuante, seria possível pedalar com tranquilidade e rapidez, já que ela é totalmente segregada das ruas e destinada ao uso exclusivo para deslocamentos por bicicletas. O projeto ainda conta com a instalação de placas solares, que podem gerar energia para aquecer o solo, evitando que a pista fique congelada durante o inverno.

A expectativa com o projeto é de que mais ciclistas sejam atraídos pela segurança e beleza que uma ciclovia sobre um rio pode proporcionar e que assim, mais pessoas comecem a usar a bicicleta também como meio de transporte.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Se tudo correr conforme o planejado, principalmente em termos financeiros, já que cada milha (1,6 km) da ciclovia deve custar de cinco a dez milhões de dólares, a estrutura pode ser construída até 2018, com 13 quilômetros de extensão e conectando-se a outras vias da cidade.

Redação CicloVivo

(3262)

logo
Fechar
Abrir
logo