Inicio Cidadania Campanha “Faz de conta que a água acabou” sugere novos hábitos e racionamento

Cidadania

Campanha “Faz de conta que a água acabou” sugere novos hábitos e racionamento

A proposta incentiva as pessoas a fazerem parte, adquirindo a responsabilidade para si, independente de ações governamentais.

7 de novembro de 2014 • Atualizado às 10 : 02

Campanha “Faz de conta que a água acabou” sugere novos hábitos e racionamento
2.17K
0

Você já imaginou como seria possível viver se a água do mundo acabasse? Certamente este seria um cenário catastrófico e não é necessário chegar ao extremo para mudar alguns hábitos. Incentivar essas novas atitudes é o objetivo da campanha “Faz de conta que a água acabou”.

A iniciativa foi lançada através de uma fanpage no Facebook. A ideia é utilizar o espaço para compartilhar dicas de como reduzir o consumo, acabar com o desperdício e reaproveitar a água.

A descrição do projeto é bastante direta: “A gente faz de conta que a falta de água não é um problema, quando na verdade deveríamos fazer algo a respeito. E pensando em como nós, pessoas normais, poderíamos solucionar esse problema, chegamos à resposta de que só precisamos fazer o que já estamos acostumados: que é fazer de conta. Vamos fazer de conta que a água já acabou e antecipar o racionamento. Vamos fazer de conta que o racionamento já está acontecendo e fechar o registro”.

A proposta incentiva as pessoas a fazerem parte, adquirindo a responsabilidade para si, independente de ações governamentais ou medidas obrigatórias para a mudança. É necessário transformar os hábitos, independente da situação dos reservatórios, já que a preservação dos recursos hídricos é uma preocupação constante para o presente e para o futuro.


Imagem: Reprodução

 

Para participar da campanha o primeiro passo é repensar os hábitos e identificar o que pode ser melhorado. Algumas sugestões para facilitar este inícios já estão disponíveis na página. Depois desta análise, também é possível compartilhar os depoimentos e novas ideias para que elas possam ser replicadas por outras pessoas.


Imagem: Reprodução

Veja abaixo o vídeo de divulgação do projeto e clique aqui para acessar a fanpage. 

Redação CicloVivo

 

(2168)

logo
Fechar
Abrir
logo