Inicio Arquitetura & Design Alunos da USP fabricam embalagens com bagaço de cana

Arquitetura & Design

Alunos da USP fabricam embalagens com bagaço de cana

As caixas ocupam menos espaço, reaproveitam os resíduos da indústria e representam uma alternativa às caixas de madeira.

16 de dezembro de 2014 • Atualizado às 13 : 29
Alunos da USP fabricam embalagens com bagaço de cana

1.85K
0

Embalagens biodegradáveis e autodesmontáveis para transporte de frutas, hortaliças e bebidas foram desenvolvidas por um grupo de alunos da Faculdade de Zooctenia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da USP, em Pirassununga (SP).

O projeto utiliza painéis produzidos com resíduos de bagaço de cana de açúcar e resina poliuretana à base de óleo de mamona. Além de ocuparem menos espaço e de serem uma alternativa às caixas de madeira, as embalagens representam mais uma opção para reaproveitar os resíduos da indústria.


Foto: Divulgação

Como foi feito

Após a secagem em estufa, o bagaço de cana foi moído para obtenção de partículas de até oito milímetros. Em seguida, misturado à resina poliuretana à base de óleo de mamona. A mistura foi colocada em molde e posteriormente em uma prensa termo-hidráulica para dar forma e estrutura de painel. Foram realizados vários ensaios físicos e mecânicos para determinar densidade, inchamento em espessura, a absorção de água e resistência à flexão.

A partir desses painéis foram fabricados três modelos de embalagens: transporte de bebidas, transporte de frutas médias (laranja, pera e maçã) e embalagem autodesmontável para transporte de frutas pequenas (morangos e uvas). Os pesquisadores estão estudando atualmente a fabricação de outros modelos de caixas e embalagens para o setor alimentício.

Confira abaixo um vídeo sobre a pesquisa: 

Para mais informações, acesse Agência USP

(1854)

logo
Fechar
Abrir
logo