Imagine uma propriedade com quatro mil metros quadrado, que seja capaz de produzir os mais diversos tipos de alimentos para abastecer até 50 famílias. Parece impossível transformar um espaço tão pequeno em algo tão produtivo. Mas, é isso o que Brett Cooper e sua família estão fazendo na Austrália.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A estratégia usada para alcançar este desempenho tão alto no uso da terra é a permacultura. Cooper conheceu o conceito há doze anos e começou a aplicar alguns princípios em sua casa. Em pouco tempo, a família já não tinha mais espaço para plantar tudo o que queriam. Foi há seis anos que eles se mudaram para uma propriedade maior, com um acre, o equivalente a pouco mais de quatro mil metros quadrados, e deram início à Limestone Permaculture Farm.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em entrevista à imprensa local, ele explicou que sua vida profissional sempre esteve ligada à arquitetura e construção, mas, depois de conhecer a permacultura, isso mudou. Hoje, ele e a família estão integralmente envolvidos com a fazenda, produzindo alimentos orgânicos, dando cursos de permacultura e abrindo a sua propriedade para que outras pessoas tenham a oportunidade de vivenciar e conhecer de perto quais são os cuidados necessários para tornar pequenas áreas altamente produtivas.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Limestone Permacultura produz frutas, verduras, legumes, ovos, carnes e muito mais. Os cuidados com a produção garantem que tudo seja cultivado sem agrotóxicos, graças a diversas técnicas, inclusive a de aproveitar os próprios dejetos dos animais para adubar a terra. A fazenda também tem outras soluções sustentáveis, como o uso de cisternas para captação da água da chuva e fossas naturais.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Brett Cooper explica que a intenção é buscar a autossuficiência e incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo. “A cada dia que passa nós estamos fazendo uma transição para uma vida mais saudável, criando um futuro mais gratificante e positivo, não apenas para nós mesmos, mas também para a nossa família, amigos e comunidade”, comentou.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A família tem um site em que compartilham princípios da permacultura, suas próprias experiências e divulgam materiais educacionais sobre o assunto.

Redação CicloVivo