As sementes são, literalmente, o ceio da vida. São as sementes responsáveis por gerar as variadas hortaliças da nossa horta orgânica, os deliciosos tubérculos e raízes, as plantas ornamentais que transformam nossa casa em um maravilhoso jardim e as árvores frutíferas que compõem nosso suculento pomar. Já imaginou saber cultivar sementes saudáveis e poder ter tudo isso com facilidade? Você pode! Aprenda as melhores dicas para preparar uma sementeira eficiente de maneira descomplicada.

Você já ouviu falar em sementeiras?

Sementeiras nada mais são que locais adaptados ou projetados para cultivar plantas a partir de sementes.

Pode ser canteiros, recipientes como bandejas, garrafas pets, ou qualquer lugar onde seja possível controlar um ou mais fatores ambientais para que a sua produção seja eficiente como temperatura, água, vento e/ou iluminação.

Mas não se espante: de acordo com o Especialista em Agricultura Orgânica Thiago Tadeu Campos, você não precisa ter um ambiente cheio de tecnologia como sistemas de irrigação em estufa para ter uma sementeira. Você pode produzir em uma pequena bandeja e pode colocá-la perto da janela para pegar luz por algumas horas e depois levar para um local mais arejado, que já estará controlando um fator na sua sementeira.

E não se esqueça: o objetivo final é que suas plantas germinem de maneira saudável. Depois que germinar, você pode transplantá-las para um ambiente maior ou deixá-las crescer na própria sementeira que criou.

Dicas importantes sobre uma boa sementeira

Foto: iStock by GettyImages
  • Escolha o melhor local para a sua sementeira

Proteja sua sementeira de vento, animais domésticos e inundações. Lembre-se que você estará criando embriões que, assim como os bebês, requerem muito cuidado.

Outra dica que dou é não criar sementeiras próximo de onde já tenha surgido plantas daninhas ou que você tenha cultivado tubérculos. Isso pode prejudicar a germinação das sementes.

  • Preparando o substrato

O que você deve procurar é um solo/substrato fino, rico em nutrientes e matéria orgânica.

Para deixar o solo fino, passe por peneira de jardim de até 0,8 polegadas antes de adicionar o adubo. A composição deve ser de 2/3 de adubo orgânico para terra.

Deixe o solo um pouco úmido, mas nunca encharcado. As sementes podem fungar facilmente com substratos ou solos com excesso de água. Para testar, aperte o solo na mão. Ele estará bom se não esfarelar e nem escorrer água entre seus os dedos.

Coloque uma folha plástica sobre a sementeira e deixe-a vedada e no sol por 10 dias. Observe neste tempo se não houve contaminação.

  • Plantando as sementes

Coloque as sementes não muito fundas, mas o suficiente para cobri-las completamente com o substrato.

Para saber a profundidade, pense assim: A semente precisa ser protegida como uma casca de ovo. Quando a planta germinar ela precisará encontrar a luz, por isso não pode ser plantada no fundo.

O espaçamento depende muito da semente, mas evite “grudar” uma semente da outra. Utilize dois dedos como espaçamento mínimo entre elas.

  • Luminosidade e temperatura ideais
Foto: iStock by GettyImages

As sementeiras precisam ficar no sol com temperaturas médias a altas.

É a energia solar e o ar quente que vai acelerar o processo de maturação da semente. Porém se sua região for muito quente com temperaturas acima de 32º C durante o dia, deixe a sementeira em sombra parcial. A temperatura ideal está em 28ºC.

  • Irrigue sua sementeira com cuidado

Nunca encharque sua sementeira, mas nunca esqueça de regar e sempre de forma homogênea. Se a sementeira for pequena, utilize um borrifador duas vezes ao dia. Se for grande em canteiros, por exemplo, regue uma vez ao dia no período da manhã. Já falei por aqui sobre sistemas de irrigação eficientes, dê uma olhadinha!

Cuidados especiais para evitar pragas e doenças

Como já citei antes, é muito comum sementes fungarem por excesso de água ou estresse. Por isso tenha alguns cuidados:

  1. Tenha certeza que seu substrato não está contaminado;
  2. Tenha certeza que suas sementes não estão contaminadas;
  3. Não faça sua sementeira próximo a locais onde ocorrem plantas daninhas;
  4. Evite colocar a mão na semente durante o desenvolvimento para evitar contaminação;
  5. Não deixe animais e insetos chegarem perto da sua sementeira;
  6. Não a deixe encharcar e isso inclui tomar chuvas e,
  7. Não deixe no vento.

Vale lembrar

Algumas sementes são naturalmente dormentes e precisam ser escarificadas pois não germinam facilmente. Procure saber mais sobre o tipo de semente da planta do seu interesse antes de cultivá-la e claro: escolha sementes orgânicas. Seguindo essas dicas, fica fácil ter uma horta orgânica saudável em casa a partir de sementes.

Por falar em sementes, você já imaginou como é um sistema de produção orgânica de alguma planta a partir de sementes em larga escala? Será que é possível? É viável? Neste vídeo do canal eu mostro como funciona um cultivo de cenouras a partir da semente na Califórnia. Ficou curioso? Acesse!

Thiago Tadeu Campos é especialista em agricultura orgânica e consultor master em produção orgânica na empresa ImGrower. Um de seus principais hobbies é compartilhar conteúdo em seu próprio blog, cuja missão é fornecer material prático, atualizado e de qualidade sobre a produção de alimento orgânico e cultivo protegido.