A lichia é uma fruta pequena, de casca grossa e com poupa suculenta, muito semelhante ao morango e que tem como origem as regiões de clima quente da Ásia, como na China, Índia e Taiwan. O fruto é dado em cachos, suas árvores podem medir entre 15m e 20m de altura e cada árvore rede de 30 kg a 50kg de lichias a cada colheita.

Embora seja uma planta de alta produtividade, de acordo com o Especialista em Agricultura Orgânica Thiago Tadeu Campos, a lichia ainda é uma fruta desconhecida por muitos brasileiros, mas de fácil aceitação pelo público consumidor como um todo. Sendo assim, a lichia orgânica se torna uma excelente escolha para quem quer entrar no mercado de frutas orgânicas de forma diferenciada. Além disso, o clima tropical e o solo rico em nutrientes do Brasil, faz com que haja uma menor necessidade de manejo durante o desenvolvimento da planta, tornando o cultivo relativamente simples e de alta rentabilidade.

Benefícios de incluir a lichia orgânica em sua dieta

Consumir lichia é um hábito que deve ser inserido cada vez mais em nosso dia a dia, afinal, mesmo sendo pequena a lichia é rica em vitamina C, potássio, cálcio, fósforo e ferro, além de diminuir o LDL (colesterol ruim), melhorar a pele, fortalecer unhas e reduzir as chances de desenvolvimento de problemas cardíacos.

A lichia orgânica é uma fruta prática para quem trabalha em escritórios, empresas ou até mesmo para quem passa muito tempo longe de casa e quer se alimentar de forma saudável, pois é um lanche nutritivo e ao mesmo tempo saboroso. Assim como as uvas, a lichia é um excelente lanche para qualquer situação.

Como plantar lichia orgânica

Apesar dos pés de lichia serem grandes e vigorosos, o processo de plantação e cultivo exigem atenção e cuidado por parte do produtor orgânico. Como as árvores são espaçosas e com raízes expansivas, o cultivo da planta em áreas internas é quase impossível. Dessa forma, é importante que o produtor que deseja aprender como plantar lichia orgânica tenha ciência do espaço físico que a mesma ocupará com o passar dos anos.

Com alguns detalhes no manejo durante os primeiros meses e realizando a poda a favor da planta o agricultor orgânico não terá problemas com a árvore e seus respectivos frutos. O uso de técnicas orgânicas de controle de pragas e de nutrição do solo também auxiliam no desenvolvimento do pé de lichia.

Clima

O clima ideal para cultivar lichias orgânicas deve ser seco e frio antes de florescer, e úmido e quente após a plantação. As mudas devem ser plantadas ao final da primavera, de modo que a planta aproveite o verão para se desenvolver e não corra risco de geadas nos primeiros meses, quando suas estruturas ainda são demasiadamente frágeis. Em seguida, a temperatura deve variar entre 28°C e 30°C e, caso seja possível, com alta taxa de umidade no ar, para produzir bons frutos.

Os pés de lichia são extremamente sensíveis ao vento, portanto, o produtor deverá fornecer uma barreira física para impedir a entrada do vento na plantação. Uma alternativa é criar uma cerca de bananeiras, que são plantas de fácil desenvolvimento e altamente acessíveis, de modo que as árvores recebam luz solar e chuva de maneira natural, mas que estejam sempre protegidas contra o vento e correntes de ar.

Iluminação

As árvores de lichia devem receber grandes quantidades de sol diariamente, caso a plantação esteja localizada perto de árvores maiores ou de prédios altos talvez seja necessário reconsiderar o cultivo. A baixa quantidade de luz impede o crescimento e o desenvolvimento da planta. Em situações de copa densa, recomenda-se a poda orientada, estimulando o fluxo de crescimento e direcionando a energia da planta para áreas de produção de frutos e estruturação da árvore.

Solo

O solo para plantar lichia orgânica deve ser um solo fértil, mas equilibrado na quantidade de nutrientes e rico em matéria orgânica ou cobertura vegetal. O excesso de alguns nutrientes como a tríplice NPK, por exemplo, podem vir a prejudicar o desenvolvimento da planta. Além disso, o solo deve ser úmido e com boa drenagem.

Recomenda-se a inserção de minhocas como forma de aerar e regular as propriedades do solo. Não se deve usar esterco puro em plantações de lichia e antes do florescimento das árvores é preciso reforçar a quantidade de Fósforo no solo, sempre tomando cuidado para não sobrecarregar o solo.

As mudas de lichia, por serem muito sensíveis, devem ser reservadas por um período de 30 dias após o transporte antes de replantadas, esse descanso é fundamental para que a mesma se adapte ao novo solo. As covas devem possuir cerca de 70cm de profundidade e o produtor orgânico deve respeitar o espaçamento mínimo de 10m entre plantas.

Tratos culturais

A poda é o principal trato cultural para quem deseja saber como plantar lichia orgânica, mas não deve ser o único recurso utilizado. Alguns fungos microrrizóicos são fundamentais para melhorar a saúde do sistema radicular. A capinação manual é uma forma de manter o solo sempre livre de ervas daninhas e pronto para receber a matéria orgânica produzida pela própria árvore, como folhas, galhos e até frutos.

Embora a lichia não seja uma planta facilmente atingida por pragas, é sensível à presença de nematoides e roedores. Nesse caso, é preciso instaurar espécies predadoras de nematoides para o controle biológico de pragas , e armadilhas contra esquilos e ratos.

Plante lichia orgânica e cultive um estilo de vida sustentável!

Se você possui um jardim aberto ou um quintal espaçoso, você certamente pode transformá-lo no lar de uma nova árvore frutífera. A lichia orgânica é uma ótima aposta para grandes produtores e também para quem almeja seu próprio pomar orgânico, pois é de fácil manutenção e oferece resultados altamente positivos.

Consumir e cultivar produtos orgânicos é uma forma de manter-se sempre conectado com o meio ambiente, numa relação de respeito e parceria. Além de consumir um produto livre de agrotóxicos e outros produtos químicos, você estará fazendo parte de um movimento de consumo sustentável de alimentos ainda mais nutritivos e saudáveis.