A natureza fornece itens essenciais à vida, um dos principais é o oxigênio liberado pelas plantas durante a fotossíntese. Inspirado nessa reação, o estudante de engenharia Julian Malchiorri, criou uma folha artificial, que também é capaz de absorver água e dióxido de carbono para produzir oxigênio.

A criação pode ajudar a melhorar a qualidade do ar em diversas áreas do planeta e até mesmo ajudar os pesquisadores a desbravar o espaço. “As plantas não crescem em gravidade zero. A Nasa está pesquisando diferentes formas de produzir oxigênio para viagens espaciais de longa distância. Este material pode permitir a exploração de lugares muito mais distantes de nós”, explicou o jovem inventor britânico ao site Dezeen.


Foto: Divulgação/Dezeen

Apelidado de “Folha de Seda”, o projeto foi desenvolvido como parte dos trabalhos de formação acadêmica no Royal College of Art, em Londres. Malchorri contou com o suporte de um laboratório especializado em seda, na Universidade de Tufts. Assim, ele chegou ao modelo final proposto, que consiste em cloroplastos suspensos em uma matriz feita de proteína de seda.


Foto: Divulgação/Dezeen

Assim como as plantas, a “Folha de Seda” também precisa de luz e água para produzir oxigênio. Segundo o criador, esta é a primeira folha biológica feita pelo homem. Ele ainda garante que o funcionamento depende de um baixo consumo de energia e é totalmente biológico.


Foto: Divulgação/Dezeen

Apesar de ter sugerido o uso da nova tecnologia pela Nasa, Malchiorri também acredita que esta seja uma boa opção para ser aplicada em fachadas. As folhas funcionariam como uma espécie de filtro, ajudando a tornar a ventilação mais eficiente. 


Foto: Divulgação/Dezeen

Redação CicloVivo

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.