Você já ouviu falar no “Global Forest Watch”? Esta ferramenta, criada pelo Instituto Global de Recursos, permite que qualquer pessoa acesse as informações sobre o desmatamento no mundo inteiro, praticamente em tempo real.

Trata-se de um mapa interativo, que coleta informações de diferentes satélites de monitoramento e transforma esses dados em material visual, conectado aos mapas virtuais do Google. Além de facilitar o acesso às informações e torná-las públicas, o sistema agiliza a transmissão disso, permitindo que medidas de controle do desmatamento sejam aplicadas antes que seja tarde demais. Não é necessário aguardar meses ou esperar que os órgãos do governo disponibilizem os números oficiais do desmatamento para que medidas de contenção e fiscalização sejam aplicadas. Assim, qualquer pessoa que acompanha o mapa se torna um fiscal e pode monitorar tudo o que acontece em sua região.

O Global Forest Watch (GFW) possui diversas funções que o tornam realmente eficiente e inovador. Um dos exemplos é a possibilidade de o usuário, sem custo algum, marcar uma região específica e receber alertas sobre o monitoramento local. Além disso, por ser colaborativa, a ferramenta também permite que os usuários enviem informações coletadas em terra, para complementar as análises.

As funções

Os mapas vão muito além de imagens com pontos coloridos que mostram as áreas desmatadas. É possível acompanhar o que se perdeu e o que se ganhou em termos de floresta desde o início dos anos 2000, por exemplo, ver onde estão as áreas de preservação, plantações, preservação da biodiversidade, densidade populacional e muito mais.

Além do mapa principal, o GFW disponibiliza o monitoramento de quatro outros tópicos mais específicos: incêndios florestais, commodities, clima e água.

Água

Os dados sobre os recursos hídricos são um dos pontos mais impressionantes da ferramenta. O mapa mostra onde estão os mananciais, quais áreas passam por crises hídricas, como está a situação da floresta ao seu redor, a quais riscos eles estão expostos e quais medidas poderiam ser aplicadas na região para melhorar a situação da água.

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Poluição

Na parte específica sobre o clima, o mapa controla as emissões de CO2, principalmente a ocasionada pela perda da floresta. O internauta ainda consegue fazer comparativos entre as emissões de diferentes países e acessar dicas para reduzir o desmatamento e, consequentemente, as emissões de gases de efeito estufa.

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Dados

As informações gerais não ficam apenas disponíveis no mapa interativo. O GFW também disponibiliza, através do site, as estatísticas referentes aos dados coletados, com o intuito de proporcionar informações suficientes para a criação e novas políticas, ações da iniciativa privada, organizações não-governamentais ou da própria sociedade civil para frear o desmatamento e melhoras as condições ambientais em todo o mundo.

Veja a apresentação do GFW no vídeo abaixo:

Clique aqui para navegar no mapa e conhecer todos os recursos disponíveis.

Por Thaís Teisen – Redação CicloVivo