O Litro de Luz, em parceria com a Associação de Produtores Rurais de Carauari (ASPROC), iluminará mais uma vez a Amazônia levando energia solar sustentável para 45 comunidades ribeirinhas da região norte do país.

A ação começa no dia 16 de julho e terá duração de dez dias. Para chegar à região do Médio Juruá é preciso pegar um avião com duração de duas horas de viagem de Manaus, e depois um barco por trinta horas. Esta é a maior ação do Litro já feita no Brasil e serão construídos 600 lampiões – que vão ser distribuídos um para cada família e impactarão a rotina de trabalho dos moradores das comunidades.

A ASPROC é uma organização criada em 1991 por produtores rurais, com o objetivo de organizar e comercializar a produção da região, de modo a garantir renda familiar e conservar os recursos naturais que os mantêm, no município de Carauari. A associação entrará neste projeto com o Litro de Luz oferecendo a logística dos materiais e dos voluntários da organização que irão para a região.

Através das soluções portáteis do Litro de Luz, a falta de iluminação para guiar os moradores na ida e volta dos campos de agricultura será resolvida. Nessa grande parceria, o Litro de Luz visa aumentar a qualidade de vida das famílias não somente através das soluções, mas também através do aumento do potencial de produção da região.

Sobre o Litro de Luz

No Brasil desde 2014, o Litro de Luz desenvolve soluções ecológicas e economicamente sustentáveis para combater a falta de iluminação nas cinco regiões do país, tendo impactado diretamente mais de sete mil pessoas.  Foi por meio de uma solução acessível, criada pelo brasileiro Alfredo Moser, em 2002 – que usou garrafas pet abastecidas com água e alvejante para solucionar o problema da falta de luz dentro de casa –, que o movimento global Liter of Light foi criado nas Filipinas, em 2011. Atualmente, a organização está presente em mais de 21 países e já impactou a vida de milhões de pessoas, além de ter recebido importantes premiações como o World Habitat Awards 2015, da ONU, e o Zayed Energy Prize, considerado o prêmio NOBEL de Energia Sustentável.