Imagine incluir em suas refeições diárias um prato de salada preparada com verduras, frutas e legumes fresquinhos retirados de uma horta plantada em seu próprio local de trabalho. É o que servidores da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) em Belo Horizonte, Minas Gerais, têm feito graças ao cultivo, nas horas vagas, de hortaliças e outros alimentos. Com isso, os trabalhadores têm investido em hábitos mais saudáveis e garantido alguns minutos de relaxamento.

Desde março deste ano, a Unidade de Recebimento de Pequenos Volumes (URPV) Botão de Rosas, que fica no bairro Etelvina Carneiro, conta com uma horta que é motivo de orgulho para funcionários e cidadãos da comunidade. O local, utilizado para receber resíduos volumosos que poderiam se tornar deposições clandestinas pela cidade, agora abriga também um belo canteiro com couve, cebolinha, alface, abóbora, cenoura, almeirão, quiabo, beterraba, pimenta, pimentão, tomate e chuchu.

Raimundo Bibliano e Raimundo Leonardo, operadores da URPV, são os responsáveis pela manutenção da horta. Segundo a gerente regional de Limpeza Urbana Norte, Poliana de Castro, a iniciativa vem fortalecer o funcionamento da unidade, já que a área era um ponto crítico de descarte irregular de lixo. “Os moradores ajudam a tomar conta do espaço e, se quiserem, podem até levar algumas hortaliças para casa”, explica Poliana.

Os dois Raimundos levam a sério os cuidados com a horta, providenciando terra apropriada, adubo e sementes. “Muitas pessoas, ao buscar uma verdura, fazem questão de deixar uma contribuição, que serve para a compra de mais sementes”, conta Raimundo Leonardo.  “As verduras são livres de agrotóxicos e são plantadas com todo carinho por nossas próprias mãos, algo difícil hoje em dia numa cidade grande”. “Até nossa própria família experimenta as hortaliças”, revela Raimundo Bibliano.

Fotos: Pedro Antônio de Oliveira/SLU
Fotos: Pedro Antônio de Oliveira/SLU

Por todas as regiões

Quando o assunto é horta, Venda Nova não fica para trás. Na gerência regional de Limpeza Urbana, os funcionários têm à disposição couve, cebolinha, taioba e salsa. O funcionário Geraldo Amaro é quem cuida do espaço. Segundo ele, todos os servidores colaboram, inclusive comprando as sementes. “O tempo seco atrapalha um pouco o desenvolvimento das verduras, mas estamos sempre atentos e, no final, tudo o que a gente planta nasce”, afirma.

A sede da Gerência Regional de Limpeza Urbana Oeste também dispõe de uma horta com couve, almeirão, hortelã, poejo, erva cidreira, funcho, acerola, pitanga e goiaba. Já na mini-horta da gerência de limpeza urbana da região Nordeste, é possível encontrar delícias como quiabo e couve, distribuídos em três canteiros.

Foto: Pedro Antônio de Oliveira/SLU
Foto: Pedro Antônio de Oliveira/SLU

Mudança de endereço

Uma das maiores hortas plantadas e cuidadas até hoje por funcionários da SLU é sem dúvida a da Gerência Regional de Limpeza Urbana Noroeste. Com a mudança da sede para outro endereço, no bairro Caiçara, os funcionários pretendem reiniciar o projeto que fez sucesso durante quase dez anos. O local, desta vez, será a URPV da Paz, localizada bem perto do prédio da gerência. Os mesmos trabalhadores que cuidavam da antiga horta vão se dedicar aos novos canteiros de verduras, principalmente por já terem experiência no assunto.

Ademir Batista, oficial de manutenção que atua como soldador na Central de Tratamento de Resíduos Sólidos da BR-040, considera uma terapia cuidar de uma das hortas instaladas no antigo aterro sanitário da SLU, no bairro Jardim Filadélfia. “É possível arejar a cabeça e ainda se alimentar de forma segura e natural”, destaca. Ele, como um dos colaboradores do projeto, faz questão de lembrar: “Temos hortaliças como couve, serralha, almeirão, alface, mas também árvores frutíferas permanentes, que nos oferecem banana, jenipapo, abacate, cana, jabuticaba e manga.”. Ele enfatiza que é necessário driblar a falta de tempo, para manter viva a proposta. “São várias gerações de funcionários cuidando das hortas e participando ativamente da ação, o que nos motiva e nos traz muita alegria”, comemora.

38255404652_52b2906d06_k 38287325711_e52d008b2d_b 24416449128_c9bce4d9d1_bFotos: Pedro Antônio de Oliveira/SLU