A notícia poderia certamente começar com a máxima “quando você pensa que já viu tudo nessa vida…”, porque é exatamente o que vem a mente ao descobrir a engenhoca criada pelo indiano Dhruv Boruah. Ele desenvolveu uma maneira de pedalar sobre as águas de Londres, na Inglaterra, enquanto coleta todo o lixo depositado por lá.

Formado em engenharia, Boruah se autointitula um aventureiro e ativista, que age inspirado em causas. E foi preocupado com a questão dos resíduos plásticos no mar que ele montou uma bicicleta de bambu, acoplou uma boia cilíndrica (tipo banana boat) de cada lado e uma hélice movida a pedaladas. Acrescente a este combo um leme catador de lixo e duas cestas feitas de redes de pesca para depositar os itens encontrados. Está pronta a melhor ideia de “faça você mesmo” um mundo melhor.

Inspirar para agir

A invenção está chamando atenção dos moradores no entorno dos rios e canais de Londres. E é isso mesmo que ele quer. Mais do que recolher todo o lixo depositado na cidade, o que seria impossível para uma única pessoa, sua ideia é “conscientizar a todos sobre os perigos da poluição plástica e inspirá-los a agir”, afirma no site do seu projeto “The Thames Project”. É por isso que por onde passa ele faz questão de conversar com as pessoas e incentivá-las a fazer algo também.

Em entrevista ao CNN, ele conta que com a ajuda coletiva ele recuperou 275kg de plástico em um único dia. É assim que seus passeios de limpeza acontecem: enquanto pedala com sua bike flutuante, ele pede ajuda a quem passa com meios de transporte maiores, como canoas e barcos.  

Compartilhando resultados

Sem verba para laboratórios caros, Boruah comprou microscópios da Amazon para colher amostras de água. Ele também faz marcações geográficas e busca sempre calcular a quantidade de lixo plástico coletada. Reunindo alguns dos trabalhos realizados, foi criado o mapa de descoberta do rio Tamisa, que mostra a concentração de lixo no rio que banha Oxford e Londres (veja aqui).

Para conhecer mais o projeto da bike flutuante e as ideias de Dhruv Boruah, acesse seu projeto aqui.

Jornalista, social media e aparelhada para gostar de passarinhos. Tem interesse por mais assuntos do que é capaz de acompanhar. Aqui escreve sobre infinitas possibilidades de tornar o mundo um pouquinho melhor.