A Université de Fanche-Comté lançou o seu edital de candidatura para as bolsas de estudos Victor Hugo. Os estudantes interessados têm até o dia 31 de janeiro de 2018 para enviar seus dossiês.

A bolsa é destinada a estudantes da América Latina (América Central, América do Sul e Caribe) de línguas portuguesa e espanhola e do Haiti que desejam estudar em uma das mais antigas universidades francesas: a Université de Franche-Comté, criada em 1423 pelo duque de Borgonha.

Localizada próxima à fronteira com a Suíça, a UFC tem seu principal campus na cidade de Besançon, mas também está presente em mais 4 cidades da região. Com um enfoque pluridisciplinar, a universidade possui cursos que perpassam todos os grandes domínios acadêmicos.

A duração da bolsa é de um ano, entre julho de 2018 e junho de 2019, e é destinada a determinados programas de mestrado ou doutorado. Foram disponibilizados mais de 30 programas diferentes para o nível Master, com opções nas áreas de humanas, exatas e biológicas.

Os benefícios incluem: as taxas de inscrição da universidade, um quarto individual na residência universitária, duas refeições por dia no restaurante universitário, a assinatura do serviço de internet durante 12 meses e também um curso intensivo de francês durante dois meses (julho e agosto) no CLA – Centre de Linguistique Appliquée de l’Université de Franche-Comté.

Université de Fanche-Comté
Université de Fanche-Comté

Os critérios para candidatura são:

– Ter nacionalidade de um país da América Latina de língua espanhola ou portuguesa ou do Haiti.

– Morar em um destes países no momento da candidatura.

– Ter menos de 35 anos para o master (para o doutorado não há limite de idade).

O anúncio dos resultados será divulgado em abril. É possível encontrar mais informações sobre a bolsa e o formulário de candidatura neste link.

Outras oportunidades

As candidaturas para segundo e terceiro ano da graduação ou para mestrado em universidades francesas vão até o dia 28 de fevereiro. A França conta com um grande número de universidades públicas que cobram apenas taxas anuais, entre 200 e 400 euros, que estão entre as menores da Europa. Saiba mais aqui.

Além disso, existem mais de 200 programas de bolsa para os quais os brasileiros podem se candidatar. Neste catálogo, é possível pesquisar as bolsas disponíveis por nível e área de estudos.

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.