Até 25 de março, estarão abertas as inscrições para o curso ‘Água como Elemento Interdisciplinar do Ensino nas Escolas’, o qual é voltado para professores da educação básica, que engloba a educação infantil, o ensino fundamental e o ensino médio.

Também podem participar profissionais que atuem com ensino em espaços não formais – como museus, centros de ciências e jardins botânicos – e demais formadores de opinião que atuem em processos de formação de jovens e adultos. Com carga de 80 horas, a capacitação é gratuita e acontece na modalidade de educação a distância (EaD) de 30 de março a 29 de julho.

Este curso possui cinco módulos, sendo o primeiro deles sobre Água: Consumo Sustentável e seus Usos Múltiplos. Na sequência, os alunos aprendem sobre a Situação dos Recursos Hídricos no Brasil, Todos Juntos pela Água e Casos de Sucesso no Cuidado com a Água. No fim, os participantes devem responder às perguntas do módulo de avaliação para que possam obter o certificado. No decorrer de toda a capacitação, haverá tutores para auxiliar os alunos.

Agência Nacional de Águas (ANA)

O curso é realizado pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC/USP) no contexto do Programa de Pós-Graduação em Rede Nacional para o Ensino das Ciências Ambientais (PROFCIAMB), que recebeu um aporte de R$ 2,84 milhões da Agência Nacional de Águas (ANA) para o funcionamento da ação sobre o tema água em bases interdisciplinares nas escolas. Os mestrandos do PROFCIAMB serão os tutores.

A capacitação também será oferecida por outras sete instituições de ensino superior: Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS/BA), Universidade Estadual de Maringá (UEM/PR) Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Universidade Federal do Pará (UFPA) e Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Mais informações sobre o curso podem ser obtidas através do e-mail: [email protected]

Veja também: Cartilha convida professores e alunos a conhecer a Mata Atlântica

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.