O Princípio de Pareto afirma, de uma maneira genérica, que 80% dos resultados que obtemos estão relacionados com 20% dos nossos esforços. O conceito é uma homenagem ao economista italiano Vilfredo Pareto, que notou a conexão 80/20 em diversas coisas em 1892.

Segundo a teoria, uma minoria de ações leva a maior parte dos resultados. Em contrapartida, a maior parte de nossas ações leva a menor parte dos resultados que obtemos.

O Princípio de Pareto pode ser muito valioso para sermos mais efetivos e focarmos nossas ações para o que realmente importa. Aplicado em nossas rotinas, ele funciona assim:

  • 80% dos lucros estão relacionados com 20% dos clientes;
  • 80% dos acidentes de trânsito são causados por 20% dos motoristas;
  • 80% dos usuários de computador usam apenas 20% dos recursos disponíveis;
  • 80% do tempo usamos 20% de nossas roupas;
  • 80% das pessoas preferem 20% dos sabores ou cores disponíveis;
  • 80% dos resultados são obtidos por 20% dos funcionários.

O Princípio de Pareto e o minimalismo

Segundo Francine Jay, autora do livro “Menos é Mais”, este princípio também pode ser aplicado a nossos pertences. Ela defende que boa parte das pessoas usam somente 20% das coisas que possuem em 80% do tempo. Então, se nos livrássemos de 80% de nossos pertences hoje, praticamente nem sentiríamos falta deles.

Isso vale na hora das compras também. Provavelmente, 80% das coisas que você compra acaba não usando (ou usa muito pouco). Então sempre se questione: eu preciso mesmo disso? Repensar a real necessidade de adquirir alguma coisa é o primeiro passo para consumir de forma mais equilibrada.

Temos muitas coisas em casas para o famoso “se um dia eu precisar”. O fato é que ou esse dia nunca chega ou seria possível pegar emprestada, caso realmente houvesse necessidade.

Além de economizar uma boa grana, ao reduzir o excesso de coisas e acúmulos, você para de gastar seu tempo limpando, lavando e organizando. E assim ganha mais espaço, mais liberdade e muito mais tempo para investir em você!