Nesta última terça-feira (27), a prefeita de Roma, Virginia Raggi, anunciou que proibirá a circulação de veículos movidos a diesel no centro da cidade. A medida será implementada nos próximos seis anos. E o motivo? Ajudar a frear os efeitos das mudanças climáticas.

A declaração foi dada pela própria prefeita durante a conferência “Women4Climate (“Mulheres pelo Clima”, em tradução livre), que reúne as prefeitas do C40. O evento aconteceu no México e o momento do anúncio foi divulgado na página de Facebook de Virginia.

“Assistimos cada vez mais a fenômenos extremos: Seca por longos períodos, como está acontecendo no Lácio (região da Itália); precipitação que, num dia, pode derramar a chuva de um mês inteiro; ou até mesmo neve incomum como a que atinge a Itália nos últimos dias”, afirmou Virginia durante o congresso no México. “Se queremos intervir seriamente, temos de ter a coragem de tomar medidas fortes. Há que agir sobre as causas e não apenas sobre os efeitos”, completou.

Reais mudanças

A princípio a medida não parece suficiente para causar alvoroço, mas é preciso lembrar que a Itália é bastante “carrocatra”. Uma mudança assim na capital do país pode inspirar e encorajar líderes de outras cidades. E aos poucos Roma pode se juntar a importantes iniciativas europeias, como as implantadas em Oslo, Paris e Inglaterra.