Com o objetivo de contribuir com ações para a conscientização e preservação do meio ambiente, a Wappa, empresa líder no setor de táxi corporativo, firmou uma parceria com a ONG Iniciativa Verde. A ideia é incentivar as empresas a compensarem o gás carbônico emitido na atmosfera nas corridas de táxis feitas por seus colaboradores, por meio do plantio de árvores para a recomposição da Mata Atlântica.

“Disponibilizamos uma ferramenta em nossa plataforma, integrada à ONG Iniciativa Verde, na qual as empresas clientes da Wappa podem inserir informações sobre as corridas de táxi realizadas pelos seus funcionários e, a partir daí, a tecnologia mensura quanto de gás carbônico foi liberado no ar naquele trajeto e calcula quantas árvores precisam ser plantadas para fazer a compensação do CO2”, explica Armindo Mota Jr., CEO da Wappa.

Uma árvore, em média, é capaz de sequestrar 190 kg de CO2 ao longo de seu crescimento. Isso facilita a determinação de quantas árvores serão necessárias para neutralizar as emissões de empresas obtidas no inventário de emissão de gases de efeito estufa (GEEs).

Recomposição da Mata Atlântica

A ONG Iniciativa Verde é responsável por fazer o inventário de liberação de dióxido de carbono da empresa e definir os valores da compensação da emissão de CO2, bem como acompanhar o plantio e o desenvolvimento das árvores. “Ao aderirem ao projeto, as empresas ganham o selo do Programa Carbon Free, desenvolvido para que as emissões de GEEs decorrentes de qualquer atividade humana sejam compensadas, por meio da recomposição da Mata Atlântica”, diz Lucas Pereira, diretor da ONG.

Dados recentes do Seeg (Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa) apontam que as emissões brasileiras de gases do efeito estufa aumentaram 8,9% de 2015 a 2016, saltando de 2,1 bilhões de toneladas de gás carbônico para 2,3 bilhões de um ano para o outro, causado principalmente pelo aumento do desmatamento em 2016.

“Acreditamos que todas as empresas devem contribuir com ações que tenham como objetivo o desenvolvimento sustentável e tragam benefícios para a sociedade em geral. Queremos ajudar a disseminar essas boas práticas e a conscientização de que podemos contribuir para uma sociedade cada vez melhor”, finaliza Armindo.

A Wappa está presente em 700 cidades de todos os Estados do Brasil. São 90 mil taxistas cadastrados, sendo 60 mil em SP e RJ, 6 mil clientes, de PMEs a corporações, e 1 milhão de usuários.

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.