Nunca uma geração se preocupou tanto com a origem e o processo produtivo do que consome, assim como seu impacto no meio ambiente. Isso se reflete, por exemplo, na valorização do minimalismo e no uso de materiais sustentáveis na decoração de casa, como móveis de madeira, ao invés de aço e plástico. Assim, o lar ganha uma beleza com propósito, reflete o bom gosto estético e a preocupação com o futuro.

“O público está mais consciente, não avalia apenas a combinação de cores, por exemplo. Percebemos que muitos questionam sobre a origem do material e se estamos regularizados, de jovens que estão mobiliando seu primeiro apartamento a aposentados que querem aproveitar o tempo livre em sua casa de campo”, conta Mayara Oliveira, responsável pelos programas de sustentabilidade da Madeirado, loja de móveis de madeira maciça que leva a sustentabilidade como propósito desde sua fundação.

Móveis feitos com madeira de forma sustentável

Para produzir os móveis rústicos, a marca restaura madeira de árvores que caíram naturalmente. Todo o processo segue a orientação do IBAMA. São utilizadas espécies com veios únicos e marcantes que imprimem desenhos exclusivos e outras, como a pequiá, de tons mais claros e uniformes, considerada a mais nobre na fabricação de mesas. Os resultados são aparadores, mesas de centro e bancadas de cortes tradicionais e elegantes, fabricados sob medida, que trazem um ar refinado para qualquer cômodo.

Foto: Divulgação/Madeirado

“Decorar a casa com materiais da natureza traz um ar moderno, rústico e aconchegante, além de colaborar com o planeta. No caso da madeira maciça, especificamente, há a vantagem da grande durabilidade”, explica. Além disso, outros benefícios para a natureza são o descarte menos agressivo e a decomposição mais fácil que outros materiais.

Plantio de árvores a cada venda

Para completar, a cada venda a Madeirado garante a plantação de duas novas árvores na Amazônia, fruto da parceria com a ONG Iniciativa Verde. “A paixão e conexão com a natureza estão em nosso DNA desde o surgimento, por isso promover sua preservação é o que nos move. Hoje, adotar políticas sustentáveis é pré-requisito para empresas de qualquer setor no mercado para explorar novos públicos”, afirma Mayara.

Para saber mais, clique aqui.

Veja também a empresa curitibana produz móveis com cordas ecológicas de PET.

Arquiteta e urbanista com formação em desenvolvimento sustentável pela University of New South Wales, em Sidney, Austrália. Fundou o CicloVivo em 2010 com a proposta de falar sobre sustentabilidade de forma divertida e descomplicada. Acredita que o bom exemplo é a melhor maneira de influenciar pessoas e que a simplicidade é a chave para vivermos em harmonia.