O estacionamento coberto com placas solares dana sede das empresas do grupo Enel, em Niterói (RJ), alcançou números importantes. Com apenas um ano desde a sua implantação, a estrutura atingiu a marca de 50 MWh de geração de energia solar. O volume é suficiente para abastecer simultaneamente 25 casas com consumo médio de 200 KWh/mês.

A geração solar evitou a emissão de 6,2 toneladas de CO2 na atmosfera – o que seria emitido por mês, em média, por seis carros que percorrem 17 quilômetros por dia. Para produzir quantidade equivalente de CO2 na atmosfera, seria necessário plantar 37 árvores.  Além disso, a geração do estacionamento solar representou, até agora, uma economia de 60 milhões de litros de água, que deixariam de ser utilizados caso a energia fosse gerada por hidrelétricas.

O estacionamento solar é um projeto da Prátil, empresa de serviços da Enel, do qual também faz parte a distribuidora de energia Ampla. Ele é um dos maiores do Brasil em geração distribuída, modalidade que permite a geração de energia para consumo próprio e o compartilhamento do excedente gerado com o sistema elétrico, de acordo com a Resolução 482 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A estrutura é formada por 175 painéis solares instalados em uma área de 260 m², que comporta 20 carros. A energia gerada pelas placas abastece o próprio prédio da companhia.