Os escritórios Natura Futura Arquitectura e a Frontera Sur Arquitectura se uniram para projetar o “La comuna”, um imóvel de madeira que se destaca pela funcionalidade de seus cômodos. A construção foi para uma família de recicladores e está na cidade de Huaquillas, no Equador.

Combinando espaços para o uso misto, profissional e residencial, a habitação possui seis módulos, dois andares, e é adaptável de acordo com as necessidades da família. O térreo é voltado para a produção e troca com a comunidade e o andar de cima é mais “íntimo”.  

Painéis giratórios, estrutura flexíveis e móveis sobre rodas, que podem ser facilmente deslocados, compõem o local. Inclusive, o próprio mobiliário ajuda a criar a divisão de espaços. Tudo é bastante cru: quase nada de cor, poucos móveis, quase minimalista. Mas cada pedacinho foi muito bem pensado. 

“O projeto nasce por iniciativa de uma fundação e uma empresa privada cujo objetivo é melhorar o habitat de uma família que se dedica à reciclagem – antes em condições insalubres e sem espaço adequado para realizar as operações que o processo implica”, afirmam os arquitetos.

Para completar, a fachada da casa traz a palavra “Recicla” em letras garrafais. Uma estrutura que nunca passará despercebida e a mensagem também não.

Jornalista, social media e aparelhada para gostar de passarinhos. Tem interesse por mais assuntos do que é capaz de acompanhar. Aqui escreve sobre infinitas possibilidades de tornar o mundo um pouquinho melhor.